Informação ao doente

doente

Dezembro de 2003 PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

Autores : B. Peixe, P. Caldeira, F. Açucena, H. Guerreiro

Instituição : H. D. Faro
S. Gastrenterologia

Caso Clínico

Homem, de 59 anos, caucasiano, observado, na Consulta de Gastrenterologia, por dor abdominal tipo moinha, com 3 meses de evolução. Negava queixas dispépticas, vómitos, alterações do trânsito intestinal, emagrcimento e febre.
O exame objevtivo revelava massa na região epigástrica e hipocôndrio direito, móvel, ligeiramente dolorosa, com cerca de 10 cm de diâmetro.
Exames laboratoriais normais. Endoscopia alta sem alterações.
O Trânsito intestinal revelou afastamento das ansas intestinais sem alterações do relevograma (imagem 1).


A TAC abdominal mostrou densificação anómala da gordura do mesentério, na região umbilical e supraumbilical, formando massa com 130x97 mm. Pâncreas, fígado e baço sem alterações. Sem adenopatias (imagem 2).
A biópsia guiada da lesão revelou tecido adiposo com escassa inflamação por célulasmononucleadas e grupos dispersos de células xantomatosas. Sem tecido neoplásico maligno.
Instituiu-se terapêutica sintomática com analgésicos e, após 15 meses de seguimento em consulta, mantém-se clinicamente estável, com massa abdominal de características idênticas.




Diagnóstico mais provável:
Mesenterite retráctil
Quisto do mesentério
Linfoma intra-abdominal
Paniculite mesentérica
Pseudoquisto do pâncreas
Resposta Correcta:
Diagnóstico: Paniculite mesentérica
Recebemos as seguintes respostas certas por ordem cronológica:
Isabelle Cremers - Setúbal
Cristina Fonseca - Almada
Isabel Medeiros - Évora
José Pedrosa - Porto
Ricardo Freire - Setúbal
Célia Espírito Santo - Lisboa
Vencedor por sorteio:
Célia Espírito Santo - Lisboa
 



Site criado por www.web2business.pt